1441732427-849568502

Inaugurado há apenas quatro anos, o Terminal Rodoviário de Imperatriz Dr. Jackson Lago passa por reforma e adequação para melhorar a acessibilidade, além de reforma nos banheiros, construção de ponto de táxi e pintura.

O terminal rodoviário apresenta problemas na estrutura e não tem adequação para pessoas com mobilidade reduzida, como deficientes físicos e idosos. A comerciante Josiele Almeida observa todos os dias as dificuldades enfrentadas pelos usuários da rodoviária Segundo a vendedora, só a reforma das instalações sanitárias já é motivo de comemoração. “Quando você desce em uma rodoviária, a primeira coisa a ser procurada é um banheiro e aqui nós ainda não temos um bom banheiro. E um deficiente para subir essa passarela carregando uma mala, então, é um perigo. Já vi idosos passar entre os ônibus por não conseguir subir”, relata.

Antônio Abreu trabalha na rodoviária como taxista. Para ele, a iniciativa é esperada desde que o terminal foi construído. “O que a gente mais espera é essa reforma, principalmente, a construção do nosso ponto. A gente fica no sol o tempo todo e no inverno ainda tem a chuva, prejudicando também os passageiros”, disse.

Segundo a Secretaria Estadual de Infraestrutura, a previsão de conclusão da obra é dezembro deste ano. Após a reforma, o terminal rodoviário de Imperatriz em cumprir a legislação que garante acessibilidade em locais públicos para pessoas com deficiências e idosos. (iMirante)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.