12002218_1678350255721052_742917591942335183_n

Com o tema “Mais Direitos, Participação e Poder para as Mulheres”, a Secretaria e Conselho Municipal dos Direitos da Mulher promoveram nesta terça-feira, 15, no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CRAS), a II Conferência Municipal de Políticas para Mulheres. O evento tem por objetivo o fortalecimento das políticas para as mulheres; a igualdade de direitos; estruturas institucionais e políticas públicas com oportunidades.

Nos últimos anos aos poucos a mulher tem conquistado o seu espaço na sociedade. Através de muitas lutas e manifestações conseguem fazer as mudanças necessárias para serem mais valorizadas e reconhecidas. Cada vez mais participam de ações que aumentam sua atuação no mercado de trabalho buscando maiores rendimentos e autonomia econômica.

Autonomia essa tão almejada e importante para prover seu próprio sustento e tomar decisões, porém, não envolve, portanto, apenas sua independência financeira e geração de renda, mas pressupõe também autonomia para realizar escolhas. Além de garantir a própria renda, é preciso que as mulheres tenham liberdade e condições favoráveis para escolher sua profissão, sua qualificação, planejar seu futuro e ter tempo para o lazer.

11227386_1678350349054376_5719499131801927539_n

A II Conferência Municipal de Políticas para Mulheres teve os seguintes eixos temáticos:

I – Contribuição dos conselhos dos direitos da mulher e dos movimentos feministas e de mulheres para a efetivação da igualdade de direitos e oportunidades para as mulheres em sua diversidade e especificidades; II – Estruturas institucionais e políticas públicas desenvolvidas para as mulheres no âmbito municipal, estadual e federal; III – Sistema político com participação das mulheres e igualdade: recomendações; IV – Sistema Nacional de Políticas para as Mulheres.

A 2ª Conferência foi realizada nos prognósticos da 4ª Conferência Nacional, tendo como proposta, dialogar com todas as mulheres, em especial, os segmentos organizados de mulheres e os governos. Portanto a participação da sociedade se torna fundamental em todo o processo. (Dirceu Leno com informações da Secretaria Municipal da Mulher)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.