As coordenações dos cursos de Direito e Ciências Contábeis da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) cancelou o evento Debatendo Ideias com Café, com os candidatos à Prefeitura do município de Augustinópolis.

As coordenações dos cursos de Direito e Ciências Contábeis esclareceu que o cancelamento se deve a não aceitação do candidato da Coligação “O povo Faz a Mudança”, Júlio Oliveira (PRB). Devido a ausência não seria razoável a execução do mesmo, com apenas um participante. Diante do ocorrido, as coordenações optou pela não realização do mesmo.

Leia Nota:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

As coordenações dos cursos de Direito e Ciências Contábeis do Câmpus de Augustinópolis, torna público, o CANCELAMENTO do projeto Debatendo Ideias com Café, que uniria arte e política em um evento democrático e gratuito para a comunidade Augustinopolina, programado para ser realizado na noite do dia 22 de setembro de 2016, às 19h30min, no Câmpus da Unitins, em Augustinópolis,  com o objetivo de realizar um debate político, entre os pretensos candidatos a prefeito do município de Augustinópolis, a partir da autorização do Juíz Eleitoral da 21º Zona Eleitoral.

O cancelamento deu-se, em decorrência da não aceitação do candidato da Coligação: O povo faz a mudança – PT, PRB, PPS, PDT, DEM, PSC, SD e não seria razoável a execução do mesmo, com apenas um participante. Diante do ocorrido, as coordenações optou pela não realização do mesmo. Assim sendo, comunicou-se aos alunos e todos concordaram.

Sobre o projeto

O evento estava sob a organização dos acadêmicos dos Cursos de Ciências Contábeis e Direito, com o acompanhamento das Coordenações dos Cursos e concentrava-se em discutir propostas relacionadas aos temas: saúde, infraestrutura, educação, juventude, emprego e renda, segurança, agricultura, esporte e lazer e meio ambiente.

O debate seria aberto a toda comunidade acadêmica e externa, destinados a alunos, professores, empresários, políticos e demais interessados e seria mediado por membro sem vínculo a organizações partidárias municipais, por meio de questões pré-formuladas, a partir de um sorteio, a ser realizado de forma sigilosa, límpida e organizada, com tempo pré-determinado para debate (máximo de 3 min), sem permissões para interferências do público ouvinte, com liberdade para réplica e tréplica, sob o apoio de membros do Tribunal Regional Eleitoral, Juiz Eleitoral, Promotoria de Justiça e Polícia Militar, com tratamento igualitário aos candidatos participantes.

Seria estabelecido um quantitativo de três (3) questões por tema, sendo duas pré-formuladas pela comissão organizadora e uma formulada por cada participante e apresentada no momento do debate, a ser direcionada ao candidato adversário. As questões seriam elaboradas por comissão organizadora, compostas por alunos e coordenadores dos cursos de Ciências Contábeis e Direito, com a supervisão de um membro indicado por cada coligação.

Conforme consta no cronograma do projeto (disponível na sala das coordenações de cursos do Câmpus), seria publicado nos murais da Instituição, o Regulamento do evento. A comissão faria apresentação do rol de perguntas sorteadas para o debate, ao representante enviado por cada coligação participante, não sendo permitidas publicações das mesmas. O envelope contendo as questões deveria ser assinado e lacrado pelos presentes e mantido sob os cuidados da comissão organizadora.

Tratava-se, portanto, de evento de fundamental importância, sem nenhum interesse particular, mas de caráter informativo, tendo em vista, que é papel da Universidade levar informação a população e promover debates que venham a contribuir para elevar o pensamento critico e reflexivo das pessoas, inclusive, no que diz respeito à escolha do represente político – que teria, com a realização deste projeto, a liberdade de demostrar projetos de governo e conquistar a confiança de seus eleitores. O eleitor, por sua vez, teria mais uma oportunidade de ouvir de forma transparente, ideias e projetos dos pretensos candidatos, para que no dia da eleição, fosse possível votar com a consciência tranquila, de quem estará escolhendo o gestor com melhor competência para representa-los junto ao poder executivo municipal.

 

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.