Entrevistas com moradores de Xambioá são feitas para criação de museu virtual

A história de Xambioá recontada pela ótica de quem participou, e continua participando, do desenvolvimento da cidade. Memórias que serão reunidas para um museu virtual, criado com a colaboração de pessoas para preservar a identidade cultural e histórica das comunidades. Em Xambioá, os relatos são coletados com os moradores por meio do projeto “Todo Lugar tem uma História para Contar”, do Museu da Pessoa. A iniciativa tem o apoio da Votorantim Cimentos, que também realizou o mesmo projeto nos municípios de Imbituba (SC), Capivari de Baixo (SC) e Fercal (DF). 

Para levantar as histórias de vida de Xambioá, a Votorantim Cimentos e o Museu da Pessoa promoveram uma oficina para preparar membros do Conselho Comunitário a realizar entrevistas. Até sexta-feira (02/09), 15 pessoas da comunidade farão seus relatos, que serão gravados em vídeo e, posteriormente, disponibilizados no Museu da Pessoa para acesso gratuito de qualquer lugar do mundo, por meio do site:www.museudapessoa.net . As histórias de vida também serão publicadas em um livro didático, que será distribuído nas escolas públicas e servirá de suporte para os professores realizarem atividades em sala de aula.

Segundo a coordenadora do Conselho Comunitário de Xambioá, Marivalda Martins Borges, a previsão é que o resultado do projeto seja apresentado à população em novembro, durante as comemorações do aniversário da cidade. “O município tem quase 60 anos de existência e foi cenário de muitos acontecimentos marcantes do Estado de Tocantins e também do Brasil, mas ainda não conta com um registro próprio de sua história. Com o Museu da Pessoa, essa carência será suprida. As pessoas estão bastante empolgadas com o projeto”, disse. 

O gerente de fábrica da Votorantim Cimentos de Xambioá, Pedro Lúcio Soares Lima, afirmou que trazer o projeto do Museu da Pessoa para o município é uma das ações que a empresa executa com o intuito de contribuir para o fortalecimento da comunidade. “O Museu da Pessoa vem não só para documentar o que aconteceu em um lugar. É uma iniciativa que promove a valorização de histórias de vida, estimulando ainda mais a união da comunidade e o orgulho de pertencer àquele espaço, favorecendo ações sociais que agreguem ao desenvolvimento local”. 

Sobre o Museu da Pessoa

Fundado em 1991, em São Paulo (SP), o Museu da Pessoa é o primeiro museu virtual de histórias de vida reconhecido nacional e internacionalmente. Conta, atualmente, com mais de 16 mil depoimentos em áudio, vídeo e texto, e, aproximadamente, 72 mil fotos e documentos digitalizados. É um acervo que revela, de forma humana e pessoal, a diversidade de experiências e visões dos brasileiros. Ao longo de sua trajetória, o Museu da Pessoa também realizou cerca de 250 projetos de memória, nas áreas de Memória Institucional, Educação, Desenvolvimento Comunitário e Cultura, além de inspirar a criação de três museus: nos EUA, Canadá e Portugal. Mais informações sobre o Museu da Pessoa no site: http://www.museudapessoa.net/

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.