Sem títuloOs estudantes e professores da Escola Estadual Oneide de Souza Tavares, que fica em Marabá, no sudeste do Pará, realizaram um protesto nesta terça-feira (6). Eles reclamam da falta de ventilação dentro das salas de aula e, por isso, resolveram colocar as cadeiras do lado de fora do colégio.

Segundo a Secretaria de Educação do Estado (Seduc), a escola passou por uma vistoria da equipe técnica de engenharia da Seduc em agosto deste ano e foi detectado um problema na parte elétrica do prédio. O órgão informou também que já está tomando providências para resolver a situação.

De acordo com os professores e alunos, ter aula no meio da rua está sendo bem melhor do que estudar na sala de aula. Isso porque do lado de fora a ventilação é bem maior, enquanto na sala o calor é insuportável, principalmente no período da tarde.

“Atrapalha no aprendizado dos alunos. Eles não conseguem prestar atenção na explicação do conteúdo porque têm que ficar se abanando. Os alunos saem da sala passando mal e os professores adoecem”, reclama a professora Allana Gândara.

“A gente sai com as coxas molhadas porque o calor é intenso lá dentro. Tem vezes que a gente pede para sair e pegar um ar”, conta a aluna Ruth Santos.

Os professores contam que as salas da unidade de ensino não possuem ventilação. As centrais de ar condicionado foram instaladas, mas não funcionam. Segundo os docentes, o problema existe desde 2014, inclusive, nove ofícios e um abaixo-assinado já teriam sido enviados para a Seduc, mas até agora não teria sido feito.

“O aluno fica desmotivado e o professor também não tem como expressar o seu maior dom,que é transmitir conhecimento”, declara o professor Abel Ferreira.

Interdição
Depois do protesto, os estudantes interditaram a rodovia BR-222, causando transtornos no trânsito. “Eu espero melhorias, pois eu quero que o meu filho tenha um bom desenvolvimento no ensino. Então, ele tem que ter uma estrutura melhor. É para isso que a gente paga os nossos impostos”, desabafa a mãe de aluno, Sandra Nunes.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.