jairo ribeiro

Atendendo a uma determinação do governador Marcelo Miranda (PMDB), a Secretaria de Segurança Pública, vem desde o começo do mandato adotando o atendimento na Delegacia de Polícia de Araguatins, apenas em horário comercial, das 8h às 18h, de segunda e sexta-feira. Aos finais de semana também não há acolhimento de demandas.

A política de expediente comercial de atendimento é defendida pelo Governo do Estado, mas é alvo de críticas do presidente da Câmara Municipal, vereador Jairo Ribeiro (PV), que reclama da restrição no atendimento à população.

Segundo apurou o Webjornal Folha do Bico, outros municípios do Bico do Papagaio também atravessam o mesmo problema.

Jairo Ribeiro disse na sessão legislativa desta terça-feira, 13, que um município do porte de Araguatins, a maior cidade do Bico do Papagaio e sexta maior do estado, não pode ficar desguarnecida de atendimento da Polícia Civil.

Após as 18h e nos finais de semana, qualquer demanda que requer registro policial é obrigatoriamente levado pela Polícia Militar para ser registrado na Delegacia de Augustinópolis, município distante 32 km de Araguatins. Ou se o cidadão precisar registrar um Boletim de Ocorrência, também tem que se deslocar até o município vizinho ou aguardar o horário de expediente em Araguatins.

Jairo pediu que o deputado estadual, Rocha Miranda (PMDB), representante da cidade e membro da base de Marcelo Miranda, também tome providências sobre o caso. “Vejo aqui a luta da Polícia Militar todo final de semana com esse vai e vem para Augustinópolis. Eles ficam mais tempo na estrada e fora da cidade do que fazendo as rondas. Todo araguatinense tinha um sonho de ter um deputado, mas esperamos que o Rocha Miranda ajude nesse ponto”, disse o vereador, que vai protocolar a reclamação junto a Secretaria de Segurança Pública, na Assembleia Legislativa e pediu que os apoiadores do governador Marcelo Miranda na cidade, também apóiem a iniciativa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.