IMG-20151025-WA0607

Fórmula para aliviar o estresse: uma moto especialmente preparada – de preferência barulhenta -, estrada de chão batido, riacho, poeira e, se o tempo permitir, até lama. O resultado dessa mistura pode não ser dos mais populares, mas para motoqueiros do Bico do Papagaio e dos estados do Pará e Maranhão, nada é melhor que o resultado dessa combinação, o Enduro, para fazer o estresse pedir férias.

Neste final de semana o 13ª Enduro de Araguatins reuniu quase 500 participantes entre motos, quadriciclo e UTV’s e fez a festa também dos apreciadores com apresentações de manobras radicais, no Caís do Porto, no sábado, 24.

Domingo, 25, foi o dia de trocar os carros pelas motos e o asfalto e o trânsito da cidade pela estrada de terra. Apertar os punhos e seguir a trilha foi a única ordem. No enduro, as quedas entram no roteiro e em alguns casos são inevitáveis. Para diminuir os riscos, os pilotos ante de pegarem a trilha, saem bem equipados para poder sair do tombo e continuar curtindo o percurso. Capacete, óculos, colete, cotoveleiras, luvas, joelheiras e botas são os principais itens de segurança do traje.

Agora, a equipe organizadora já começa a pensar na 14ª edição.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.