paulon miranda

Ainda sem partido após a desfiliação do PMDB, o diretor regional de ensino e pré-candidato a prefeito, Paulon Miranda, estuda propostas de três legendas que ofereceram espaço para a disputa do Palácio Araguaia.

PP, PPS e PPL, concorrem pela filiação de Paulon, que pode encontrar resistência local apenas no PP. Comandado pelo vereador, Abrão Lima, até maio deste ano, a Comissão Provisória não foi renovada e o partido está sem administração a quase 5 meses. Uma fonte ligada ao PP disse que o presidente estadual e deputado federal, Lazaro Botelho, havia vetado a renovação da Comissão Provisória, tendo Abraão como presidente, pelo fato do parlamentar não ter apoiado candidatos da sigla. Abraão apenas será reconduzido a presidência, se Paulon não se filiar.

O PPS que também está sem comando desde 2013, quer ter candidatura própria em 2016. Com dois vereadores suplentes na eleição de 2012, Messias Filho e Ian Cavalcante, o partido não conseguiu se estrutura nesse período, segue abandonado e perdendo filiados. Messias Filho já deixou o partido e se filiou no PMDB.

Por sua vez o PPL, partido novo e pouco conhecido, que no estado é presidido pelo professor Abraão Lima, nunca possuiu órgão partidário estruturado em Araguatins. Caso Paulon se filie será o primeiro dirigente partidário da legenda.

O PSD também convidou Paulon para se filiar, mas foi descartado pelo pré-candidato por não pertencer a base do governador, Marcelo Miranda (PMDB).

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.