O Corpo de Bombeiros de Balsas já registrou 10 afogamentos no rio que dá nome a cidade este ano. No último caso, um homem estava tomando banho com amigos quando mergulhou e não voltou mais. Em quatro casos de afogamentos, as vítimas foram crianças.

O Rio Balsas é o principal ponto turístico da cidade e local de lazer para muitos balsenses e turistas, o problema é que nem sempre os banhistas que frequentam o rio têm os cuidados preventivos, como o uso de boias e evitar o excesso de bebidas alcoólicas.

Para o Corpo de Bombeiros, o descuido dos banhistas, principalmente, no cuidado com as crianças, tem sido um dos motivos dos afogamentos.

“Além da correnteza que é muito forte no Rio Balsas. Temos também as lages que trazem a falsa sensação de segurança, principalmente, para as crianças”, destacou o tenente dos bombeiros Marlon Cruz.

O Rio Balsas tem uma geografia cheia de curvas e correntezas que favorecem a formação de lages e poços com muita profundidade. Par os bombeiros, quem não conhece o rio precisa de orientação antes de banhar e mesmo já sendo acostumado a banhar no local, é necessária cautela.

No período de veraneio, o Corpo de Bombeiros realizou uma campanha de orientação aos banhistas em Balsas na tentativa de diminuir os acidentes e casos de afogamentos no rio. “Nossa maior preocupação foi com crianças e ingestão de bebidas alcoólicas. Fizemos ações nos fins de semana abordando embarcações e orientando banhistas com os cuidados que devem ser tomados no rio”, disse o tenente Marlon. (iMirante)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.