1444236733-660968965

O Tribunal do Júri, em Estreito, condenou Nivaldo Arruda dos Santos, mais conhecido como Toco, a 20 anos e seis meses de prisão por ter matado e ocultado o cadáver de Rosineide Arruda dos Santos. O crime aconteceu em fevereiro de 2011.

Nivaldo era sobrinho da vítima e, segundo os autos, o crime foi motivado por uma discussão entre a vítima e o réu, que aconteceu antes do crime. O Conselho de Sentença confirmou a materialidade e a autoria delitivas e rejeitou, por maioria, a tese da defesa de negativa de autoria.

O Conselho de Sentença também reconheceu a qualificadora do recurso que impossibilitou a defesa da vítima no homicídio. De acordo com informações do fórum, o caso não teve uma repercussão muito grande na cidade de Estreito, uma vez que o crime foi cometido no município de São Pedro dos Crentes.

Nivaldo recebeu a pena de 20 anos e seis meses de prisão, a ser cumprida, inicialmente, em regime fechado, na Unidade Prisional de Ressocialização de Porto Franco. O julgamento foi realizado na Câmara de Municipal de Estreito. Além do juiz Frederico Feitosa de Oliveira, titular de Estreito, atuou no julgamento o promotor Carlos Róstão Martins. A defesa do acusado foi feita por Sandro Queiroz da Silva. (iMirante)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.