Sem títuloA Polícia Civil do Maranhão deu início na manhã desta quarta-feira (7) à Operação Asclépio com o objetivo de investigar fraudes na emissão de laudos do Instituto Médico Legal (IML) de São Luís (MA) para recebimento do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT).

Na primeira fase da operação, estão sendo investigados três médicos. Até o momento, foi preso preventivamente o médico Iomar Ferreira dos Santos. Já o médico legista Hugo Djalma Costa Segundo foi afastado judicialmente do cargo e impedido de exercer suas funções. Foram cumpridos ainda três mandados de busca e apreensão nas residências dos médicos investigados.

Os suspeitos são investigados também por corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica e material.

O delegado Márcio Dominici que preside a comissão de investigação de fraudes do seguro DPVAT contou ao G1 que as investigações que começaram agora, mas os fatos investigados são desde 2013. “Nós recebemos denúncias de fraudes dos segurados. Procuramos as vítimas e por meio de oitivas fomos confirmando o caso”, disse.

Agora, a investigação vai em busca de advogados e despachantes que também atuam nas fraudes do DPVAT. “É um esquema que funciona em todo o Maranhão. Agora, nós vamos analisar todos os documentos e avaliar a necessidade de novas prisões”, completa o delegado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.