IMG-20151023-WA0137

A Justiça deu liminar suspendendo o movimento de greve dos funcionários da Educação e Saúde no município de Praia Norte. Na decisão o desembargador determinar a suspensão do movimento e a retomada imediata das atividades laborais.

O desembargador João Rigo Guimarães, considerou que os trabalhadores não observaram os pressupostos que legitimam que respaldam a interrupção dos trabalhos. Se anteciparam no protesto injustificadamente, pois já há um tratativa para regularizar a situação dos servidores, inclusive, tendo a Prefeitura Municipal já firmado, em 26 de agosto, um termo de acordo com o Ministério Público, para resolver as reivindicações.

Além do mais, as categorias de servidores diz respeito a serviços essenciais à comunidade local — educação e saúde, sendo certo que a paralisação tanto de um como de outro traz irreparáveis prejuízos pela descontinuidade e a greve comprometerá diretamente a conclusão do ano letivo, submetendo os alunos a situações irreversíveis com relação ao tempo perdido.

Persistindo a paralisação, o desembargador fixou multa diária de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), limitados ao montante de R$ 100.000,00 (cem mil reais) ao sindicato.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.