1443957832-19551076

Uma Operação da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc) e Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) prendeu Cristina Umbelino Souza, mais uma das mulheres que integrava a quadrilha do assaltante de banco Jhon Lenon da Silva.

Cristina foi presa na casa da mãe dela, em São Domingos do Maranhão. Para a polícia, um fato que chamou atenção, pois a quadrilha de Jhon Lenon assaltou o Banco do Brasil de São Domingos três vezes.

A quadrilha de Jhon Lenon vinha sendo investigada pela Seic na Região Tocantina. Equipes de São Luís estavam trabalhando em Porto Franco para investigar, desarticular e prender os assaltantes. Na madrugada do dia 24 de setembro, quando a polícia tentou impedir mais uma ação do bando, que seria em Grajaú, três assaltantes foram mortos, inclusive Jhon Lenon.

Dando continuidade as investigações, na tarde do dia 24 de outubro, a polícia conseguiu prender duas mulheres, que, segundo a polícia, davam o apoio logístico para a quadrilha, e um policial militar que recebeu os investigadores a tiro. Todos são da mesma família e estavam na mesma casa. Um dos integrantes da quadrilha, conhecido como Chicão, conseguiu fugir do cerco policial.

Já no dia 1º deste mês, ainda como parte das ações na Seic para desarticular a quadrilha de Jonh Lenon, foi preso Francisco Moreno Silva, 21 anos, mais conhecido como Chicão, que havia conseguido fugir do primeiro cerco policial. Com ele, a polícia encontrou uma metralhadora usada para derrubar aviões e em assaltos a carros blindados. Ele está preso na Unidade Prisional de Imperatriz. (iMirante)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.