camara municipal de tocantinopolis

Publicada no Boletim Oficial Nº 1494, a Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Tocantins (TCE/TO) imputou débito, no valor de R$ 8.075,79, ao ex-presidente da Câmara Municipal de Tocantinópolis, Zullias Parente Amoury. Entre as irregularidades apontadas, estão o uso de combustíveis sem controle e concessão de diárias sem comprovação. Além do débito, Zullias terá de pagar multa no valor total de R$ 12.700,00.

Outras duas multas no valor de R$ 1.400,00 foram aplicadas pelo TCE para Joacy Wanderley de Sousa, contador à época e R$ 1.000,00 para Flávia Vinhal Lagares, chefe do controle interno.

As decisões das Câmaras do Tribunal de Contas são passíveis de recursos, de acordo com os prazos estipulados no Regimento Interno do TCE.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.