incrahor02022015

Cerca de 300 de trabalhadores rurais de seis acampamentos da Região Tocantina ocupam a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Imperatriz. Eles cobram a regularização de terras na região para assentar as famílias.

Preparados com rede, barracas e alimentos, os trabalhadores prometem ficar por tempo indeterminado na sede do Incra, até que seja marcada uma reunião com o superintendente de Regularização Fundiária e com o representante do Programa Terra Legal.

A ocupação faz parte de uma mobilização nacional, mas aqui no Maranhão a pauta de solicitação especifica é a desapropriação legal de terras públicas para a que famílias sejam assentadas e diminuam os conflitos agrários na Região Tocantina.

Os trabalhadores são dos acampamentos, Batata da Terra, Ouro Preto, Mata Verde, Monte Alegre e Buritirana, além do Assentamento Cipó Cortado. Eles cobram, ainda, direitos básicos, como plantar com segurança e moradia digna. (iMirante)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.