img-20161013-wa0299

Nesta quinta-feira, 13, alunos do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Tocantins (IFTO), campus Araguatins, protestaram contra a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, que impõe limite ao gasto público por 20 anos. Os atos foram registrados nos períodos da manhã e tarde.

No ato da manhã os estudantes realizaram uma caminhada pelo campus da instituição. Já no período da tarde foi realizado um debate sobre o assunto que reuniu centena de alunos.

img-20161013-wa0296

Além de serem contrários à PEC 241, os alunos também discordam da reformulação do Ensino Médio.

Integrante do Grêmio Estudantil do IFTO, Matheus Avelino da Silva Santos, disse que os estudantes temem que as medidas prejudiquem o futuro das gerações. “Não concordamos com isso. Congelar gastos tudo bem, acho isso mais que correto. Agora congelar investimentos em Educação, isso é atraso. Em nenhum país desenvolvido do mundo se considera dinheiro da Educação como gastos. Dinheiro na Educação é investimento nas gerações futuras. Só a qualificação e o preparo intelectual podem transformar o futuro de um país”, disse o estudante.

img-20161013-wa0298

Outro estudante do IFTO, Will Marques, afirmou que os estudantes de todos os Institutos Federais do país, preparam para o próximo dia 20, uma paralisação nacional, que também acontecerá em Araguatins e envolverá todos os estudantes das redes federal, estadual e municipal.

PEC 241

Na segunda-feira, dia 10, a Câmara dos Deputados aprovou o texto principal da proposta por 366 votos a favor, 111 contra e duas abstenções. Para ter aprovação final, a PEC ainda precisa passar por um segundo turno de votação na Câmara e mais dois turnos no Senado.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.