O resultado sentenciado pelas urnas neste domingo, 2, voltou a mostrar que o eleitorado araguatinense costumar se dividir entre as possibilidades propostas, como é um direito democrático.

O webjornal Folha do Bico analisou os dados das últimas seis eleições municipais, disponíveis para consulta no site do Tribunal Regional Eleitoral (TSE), e constatou que desde 1996, o atual prefeito Lindomar Madalena (PSB), que não disputou a reeleição, se consagra como o único a ser eleito com mais de 50% dos votos válidos.

Vamos começar pela eleição de 1996. Naquele pleito, Bolecho (PMDB) foi o vencedor. Ele conseguiu 36,027%. Em segundo lugar ficou Luiz Tolentino(PPB) com 31,055%, seguido de Rocha Miranda (PSDC) com 28,844% e Job Carvalho (PSDB) com 4,074%.

Em 2000, foi a vez de Ronald Correa (PFL) vencer. O ex-prefeito conseguiu na época 44,337% dos votos válidos. Bolecho (PMDB) candidato à reeleição foi derrotado com 34,105% e Rocha Miranda (PSDC), 21,558%.

Já no processo eleitoral de 2004, Rocha Miranda (PP) conquistou seu primeiro mandato com 45,810% dos votos. Bolecho (PMDB) foi o segundo com 32,897%, José Guilherme (PFL) 18,962% e Júnior da Vidraçaria (PT) ficou na última posição com 2,330%.

Na busca pela reeleição em 2008, Rocha Miranda atual deputado estadual, concorreu em uma situação diferenciada. Contra ele, dois ex-prefeitos, Bolecho da cabeça de chapa e Ronald Correa de vice, tentavam, mesmo figurando na lista de inelegíveis, disputar à força a eleição. Mesmo com todas as decisões contrárias, eles mantiveram as candidaturas e tiveram seus votos anulados. Com a determinação da Justiça, os votos de Rocha Miranda subiram para 92% dos válidos.

Lindomar Madalena (PSB) conseguiu em 2012, derrotar Cláudio Santana (PMDB), com 58,42% de forma maiúscula e inquestionável. Quatro anos depois, não conseguiu disputar a reeleição.

Na eleição de domingo, a divisão de votos facilitou a vitória de Cláudio Santana (PMDB) que com 37,64% conseguiu vencer disputa contra seus principais adversários, Aquiles da Areia (PRB) e marcos da Eticcam (PSDB).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.