14711569_1114644398604164_2871654294314293993_o

O segundo dia de programação da 7º Jornada de Iniciação Científica e Extensão (Jice), do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), teve início com 18 atividades, entre minicursos, oficinas e workshops oferecidas aos participantes no período da manhã, nas mais variadas áreas do conhecimento. O evento acontece em Araguatins.

Já no turno da tarde foram realizadas Comunicações, palestras sobre: empreendedorismo, contribuição da ciência para evolução do sistema de produção de bovinos e um painel sobre pesquisa e extensão, que contou com a participação dos pró-reitores de Pesquisa e Inovação, Extensão e Ensino.

14715022_1114648451937092_2122133643598714094_o

Para a estudante do Campus Colinas do Tocantins, Vitória Eduarda Coelho, que participa da Jice pela primeira vez, o evento tem sido uma experiência bastante produtiva, em especial pela diversidade de atividades que ele tem ofertado.

“É sempre bom ouvir o posicionamento de alguém que tem propriedade para falar sobre determinado assunto, pois mesmo que você tenha certo conhecimento, você sempre aprende algo novo. O segundo dia da 7ª Jice, como eventos anteriores, não deixou a desejar na qualidade e nem na diversidade de assuntos abordados”, ressaltou o estudante Augusto Marçal, do Campus Dianópolis.
Apresentações culturais, tais como: balé, canto e poesia, encerraram as atividades do segundo dia. Para sexta-feira, 21 de outubro, estão previstas apresentações de pôsteres, apresentações orais e a premiação Jovem Cientista Francisco Filho.

Painel: Ensino, Pesquisa e Extensão
No que diz respeito ao debate sobre os três eixos que compõem uma instituição de ensino, a discussão girou em torno da indissociabilidade entre o Ensino, a Pesquisa e a Extensão. A pró-reitora de Extensão, Paula Karini Amorim, destacou a importância de desenvolver os eixos para além dos atendimentos curriculares preconizados em lei, mas pensando no aspecto formativo do estudante.

Já o pró-reitor de Pesquisa e Inovação, Augusto César dos Santos, falou, brevemente, sobre alguns projetos e programas desenvolvidos no âmbito do IFTO, destacando o papel da articulação entre os eixos. Por fim, o pró-reitor de Ensino, Ovídio Dantas, enfatizou o papel dessa indissociabilidade para o estudante no que tange às experiências e o crescimento profissional. O painel foi mediado pelo diretor-geral do Campus Paraíso do Tocantins, Antônio da Luz Júnior. (Ascom)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.