Plenário do Senado Federal durante sessão não deliberativa ordinária. Em discurso, à tribuna, senador Paulo Rocha (PT-PA).  À mesa, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Plenário do Senado Federal durante sessão não deliberativa ordinária.
Em discurso, à tribuna, senador Paulo Rocha (PT-PA).
À mesa, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O senador Paulo Rocha (PT-PA) rebateu críticas que vêm sendo feitas ao Partido dos Trabalhadores. Em discurso no Senado, Rocha lembrou que o PT foi criado a partir dos movimentos sociais organizados para dar vez e voz aos trabalhadores que, até então, não tinham oportunidade de participação política.

“Até a eleição do presidente Luís Inácio Lula da Silva, a política brasileira fora dominada por interesses elitistas”. Os governos do PT mudaram essa triste realidade, adotando medidas que contrariaram os interesses das classes dominantes, como a criação do Bolsa Família, Luz para Todos, Minha Casa Minha Vida, etc.

Paulo Rocha afirmou que quando os movimentos sociais chegaram ao poder, as elites fizeram de tudo para retirá-los, como ocorreu com a ex-presidente Dilma Rousseff.

“Podem agora fazer tudo isso que estão fazendo com o PT, mas não esconderão da história que fomos nós que mudamos este país para melhor. Fomos nós que quebramos uma tradição histórica de dominação de uma visão de país que só pensava política pública para os grandes. Fomos nós que criamos uma política econômica com distribuição de renda e com inclusão social. Tiramos 40 milhões de famílias da fome”.

Paulo Rocha também homenageou o melhor presidente que o Brasil já teve, Luís Inácio Lula da Silva, que completa 71 anos nessa quinta-feira, 27. (Antônio Jacinto Índio)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.