A Universidade Federal do Tocantins (UFT), Campus de Tocantinópolis em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Tocantins (SINTET), promovem nesta terça-feira (25), mobilização e paralisação anuente ao Dia Nacional de Luta dos Servidores Públicos.

Durante todo o dia, haverá debates sobre o setor da Educação (pública e privada), em conformidade com os eixos de discussão: “Educação na rua contra a retirada de direitos, a Lei da mordaça e a reforma do Ensino Médio”.

Dentre os motivos da mobilização, está a insatisfação com o atual contexto político que vive o país, a qual objetiva impedir a retirada de direitos e preservar a capacidade dos serviços públicos brasileiros de garantirem o mínimo de atendimento às populações mais vulneradas. Essas são algumas bandeiras com as quais servidores públicos municipais, estaduais e federais realizarão o Dia Nacional de Luta contra a PEC 241/16, a reforma trabalhista e a reforma previdenciária.

Programação

MANHÃ – 8h às 11h30: Debate sobre a PEC 241. Palestrante Prof. Dr. Joedson Brito dos Santos – Universidade Federal do Tocantins/Tocantinópolis.

TARDE – 14h às 17h30: Grupos de Trabalhos – GT’s sobre a MP 764 do Ensino Médio; a Escola Sem Partido e a Proposta da Reforma da Previdência.

NOITE – 19h às 22h30: Palestra sobre a questão do Pré-Sal e os impactos na Educação. Palestrante: Prof. Dr. Carlos Alberto Lucena – Universidade Federal de Uberlândia/MG.

(Dirceu Leno)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.