A emoção marcou a Roda de Conversa: “a luta contra o câncer de mama”, promovida na segunda-feira, 9, às 15 h, pelo Campus Araguatins, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), como parte da programação alusiva à Campanha Outubro Rosa. A atividade teve como convidadas da cidade de Imperatriz- MA, Denise Mendes e Keity Costa, que atualmente fazem tratamento contra o câncer de mama.

As convidadas ressaltaram a importância da prevenção e do autoexame da mama, esclareceram dúvidas dos presentes sobre o tratamento, citaram algumas dificuldades encontradas no combate à doença. Além disso, pontuaram a importância do apoio da família diante de um diagnóstico de câncer.

Para a servidora, Rosália Carneiro, o evento foi uma ótima oportunidade para sensibilizar as mulheres a aderirem à campanha. Ela aproveitou o momento para agradecer às convidadas pelos seus testemunhos de coragem no enfrentamento do câncer de mama.

Somada à Roda de Conversa foi realizada a divulgação da campanha nos setores da unidade de ensino, no período da manhã. Na ocasião, foram distribuídos jarros de flores artesanais produzidos a partir de materiais recicláveis.

Já esta terça-feira, 10, foi reservada para o dia D de combate ao câncer de mama, com atendimento às servidoras na enfermaria do campus, das 9h30 às 11 h e das 14 h às 16 h, para avaliação das mamas e solicitação de exames.

Outubro Rosa

Outubro Rosa é uma campanha de conscientização realizada por diversas instituições no mês de outubro dirigida à sociedade e às mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Por isso o mês é marcado por ações do Ministério da Saúde e de diversos órgãos e entidades que intensificam os esforços pela detecção precoce do câncer de mama. São 31 dias dedicados a reflexões e ações sobre o tema, mostra os avanços já conquistados e também o desafio para vencer o câncer que atinge um grande número de brasileiras por ano. (Ascom)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.