Foram sancionadas e publicadas no Diário Oficial do Estado as leis que autorizam a tomada de empréstimos no valor de R$ 583 milhões pelo governo do Tocantins. Os empréstimos foram aprovados pela Assembleia Legislativa em setembro e a verba deve ser investida em ações de saúde, educação, segurança pública, gestão e infraestrutura. O dinheiro deve ser emprestado pela Caixa Econômica Federal.

São dois empréstimos, um de R$ 453 milhões e outro de R$ 130 milhões. O segundo deve ser investido na construção de uma ponte sobre o rio Tocantins, em Porto Nacional. Veja onde a verba deve ser aplicada.

Os empréstimos devem ser divididos com todos os 139 municípios. O dinheiro deve possibilitar a duplicação de algumas rodovias e pavimentação em cidades, além de obras em hospitais e também a construção de uma ponte sobre o rio Tocantins.

A aprovação das leis teve polêmicas na Assembleia Legislativa. A principal envolveu a verba para duplicação da TO-222. Os parlamentares da região de Araguaína, onde fica a estrada, queriam que o valor liberado para a obra fosse de R$ 86,5 milhões, mas conseguiram aprovar apenas R$ 42 milhões para o projeto.

A votação, em dois turnos foi apertada e terminou com 14 votos favoráveis e 10 contrários no segundo turno.

A maior parte dos recursos, R$ 208 milhões, ficou disponível para as prefeituras indicarem como devem ser aplicadas. O segundo maior valor foi para a construção da nova ponte sobre o rio Tocantins em Porto Nacional. (G1)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.