Produtores que adotam tecnologias de baixa emissão de carbono na atmosfera nos municípios de Dom Eliseu, Ipixuna do Pará, Medicilândia, Rondon do Pará, Santana do Araguaia e Tomé-Açu podem submeter propostas de implantação de Unidades Demonstrativas (UDs) no âmbito do Projeto Rural Sustentável (PRS), do qual a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-Pará) é parceira. As propostas técnicas podem ser submetidas até 31 de novembro.

A terceira chamada pública complementar foi lançada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Embaixada Britânica, com apoio do Instituto Brasileiro de Sustentabilidade e Desenvolvimento (IABS), direcionada para as cidades que possuem menos de cinco unidades demonstrativas.

O intuito da chamada é oferecer recursos financeiros para produtores, a fim de equiparar em 44 municípios, os números de unidades demonstrativas entre os 70 municípios brasileiros participantes do PRS. No Pará, dos 10 municípios participantes, quatro já possuem mais de cinco UDs: Marabá, Paragominas, Tailândia e Tucumã.

As propostas dos produtores ou produtoras rurais deverão ser submetidas em parceria com Agentes de Assistência Técnica do Rural Sustentável para avaliação e, caso aprovadas, poderão receber até R$ 20.880,00 e os agentes, até R$ 7.308,00, de acordo com o hectare de tecnologia implantada. Além de auxiliarem o produtor, os técnicos farão o acompanhamento da condução da tecnologia, caso o projeto seja aprovado.

Podem participar os pequenos e médios produtores cujas propriedades estejam localizadas em algum dos municípios indicados na chamada; que sejam beneficiários ou elegíveis para crédito rural; com área de quatro a 15 módulos fiscais e renda agropecuária bruta anual de até R$ 1.760.000. (Edna Moura)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.