Na manhã desta sexta-feira, 27, o comerciante Aloísio Lopes de Sousa foi procurado por nossa equipe de reportagem para apurar as denúncias feitas pelo vereador de Axixá do Tocantins, Negão do Cinda (PPS), quanto a aquisição de uma área pela Prefeitura Municipal, destinada para implantação de programa habitacional. O comerciante recebeu nossa equipe e falou sobre o assunto.

Aloísio que mora em Araguatins, disse que foi procurado pelo prefeito, Auri-Wulange Ribeiro Jorge (PRB), interessado em adquirir o imóvel para a implantação de um loteamento popular. O comerciante afirmou que já estava em um outro processo de venda do terreno, mas que para desistir, precisava de garantias do prefeito sobre a efetiva aquisição do imóvel. Foi quando Auri teria entrado de forma pessoal usando seu próprio nome como uma espécie de garantidor, até que o projeto fosse efetivamente aprovado na Câmara. “O que ele tratou comigo ele cumpriu. O projeto foi aprovado pela Câmara na segunda-feira, dia 23, daí o prefeito já me procurou para que o município assumisse o negócio, como vocês podem ver no contrato entre a minha parte e o município”, disse Aloísio apresentando a documentação.

“Sabe, fico triste com o papel que alguns políticos fazem. O prefeito foi honesto comigo, mas o vereador além de não apoiar, usa de inverdades para me prejudicar e prejudicar quem será beneficiado com os lotes. Tudo foi feito as claras, votado na Câmara e o contrato está ai para os senhores verem. Não tem segredo. Não houve pagamento antecipado como ele disse e faltou com a verdade. O documento está ai. Basta ler. A primeira parcela será paga no dia 30”, contou Aloísio que emendou, “Fico aqui perplexo com algumas coisas. Axixá virou destaque na região. Há 4, 5, 10 anos atrás para se vender algo naquele município dava dificuldade, hoje a cidade tem evoluído e uns ao invés de ajudar, buscam o caminho de atrapalhar”, finalizou.

No contrato apresentado por Aloísio, o valor total do imóvel é de R$ 120.360,00 (cento e vinte mil, trezentos e sessenta reais), divididos em 5 parcelas mensais e iguais de R$ 24.640,00 (vinte e quatro mil, seiscentos e quarenta reais), com a primeira parcela agendada para 30 de novembro.

Prefeitura

Por telefone falamos com o prefeito Auri-Wulange para ele comentar sobre o assunto. O gestor disse que a oposição tenta antecipar o processo eleitoral, ao invés de buscar melhorias para o município. “Olha estamos fazendo o máximo para que Axixá seja diferente do que era antes. Uma das nossas medidas é a questão habitacional. Já distribuímos vários lotes no município e vamos continuar nosso programa habitacional. Agora serão mais 250 famílias atendidas, que terão a oportunidade de saírem do aluguem, não serão ações política equivocadas que vão atrapalhar isso”, disse o prefeito.

Auri pediu ainda que Negão do Cinda apresente provas quanto da realização de pagamento antes do projeto aprovado na Câmara. “Desafio ele a mostra. Fiz um contrato pessoal como garantia. Haviam outras pessoas interessadas na área e eu não poderia perder tempo. Mas já que ele disse que vai acionar a Justiça, espero que ele apresente também os documentos de pagamento, pois se ele não apresentar vai ficar feio”, comentou o prefeito.

O gestor ressaltou que além da doação dos terrenos, pretende buscar junto ao Governo Federal, por meio do programa Minha Casa Minha Vida, financiamento para que os beneficiarios possam financiar a construção de seus imóveis. “Vamos por partes. Agora adquirimos o imóvel e vamos realizar o processo de doação, para famílias que realmente precisam por meio de cadastro. Após essa ação, vamos intensificar maneiras para conseguir o Minha Casa Minha Vida, para esses moradores. Agora para fazer isso, precisamos de apoio, não só do Governo Federal, mas dos políticos locais também. Palanque deixa pra montar depois da convenção, esse momento é de trabalhar pelo povo de Axixá, para isso que fui eleito. Para isso que o vereador foi eleito e não para ficar usando subterfúgios para causar problemas e prejudicar famílias que precisam do apoio da Prefeitura”, finalizou.

Cópia do contrato:

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.