Lindonjohnson Silva
Lindonjohnson Silva

A polícia divulgou nesta quinta-feira (19) que um dos condenados pela morte do casal de extrativistas José Cláudio e Maria do Espírito Santo fugiu da prisão na última segunda-feira. Lindonjohnson Silva Rocha cumpria pena na penitenciária Mariano Antunes, em Marabá, no sudeste do estado.

Ele foi condenado pela Justiça em 2013, acusado de ser um dos executores do casal de extrativistas. O crime aconteceu em 2011, no projeto de assentamento Praialta Piranheira, em Nova Ipixuna. A Polícia Militar faz buscas na tentativa de localizar o foragido. A fuga será apurada pela Superintendência do Sistema Penintencirário do Pará.

Entenda o caso

José Cláudio e Maria do Espírito Santo foram mortos no dia 24 de maio de 2011. Eles estavam em uma moto na zona rural de Nova Ipixuna quando foram abordados pelos assassinos, que atingiram o casal com disparos de uma cartucheira após eles passarem por uma ponte. José Cláudio teve uma das orelhas cortadas quando ainda estava vivo.

Os peritos localizaram uma máscara de mergulho na cena do crime, que teria sido usada pelos assassinos. Na casa do acusado José Rodrigues foi encontrado equipamento de mergulho.

As vítimas teriam recebido ameaças de Rodrigues por conta da ocupação da área. O pronunciamento do juiz, publicado em 5 de março de 2013, aponta que o José Rodrigues teria comprado dois lotes em Nova Ipixuna, sendo que um deles era ocupado por pessoas apoiadas pelas vítimas – isto teria motivado o acusado a planejar o assassinato do casal.

Segundo o juiz Murilo Lemos Simão, da Comarca de Marabá, a investigação descartou a participação de fazendeiros e madeireiros no crime. (G1)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.