Depois de conhecer as demandas do setor produtivo da região do Araguaia no encontro “Diálogos Abertos”, os secretários de Estado e representantes de órgãos ligados ao Governo do Pará deixaram Redenção com uma série de reuniões de trabalho marcadas ainda para novembro, com a presença de equipes das secretarias e lideranças empresariais da região.

O encontro de sábado, 7, na Câmara Municipal de Redenção teve a presença dos secretários de Estado Adnan Demachki, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Luís Fernandes Rocha, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Justiniano Neto, do Programa Municípios Verdes e Adenauer Góes, da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), além de Luciano Guedes, diretor geral da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) e Daniel Nunes, presidente do Instituto de Terras do Pará (Iterpa), e Luís Pinto, diretor de agricultura familiar da Secretara de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), na ocasião representando o secretário Hildegardo Nunes. Quem também acompanhou os secretários da área de produção foi o vice governador do Estado, Zequinha Marinho.

Para o titular da Sedeme, Adnan Demachki, foi importante interagir com as lideranças do setor produtivo de Redenção e municípios da região, pois além de informar as ações na área de produção do governo, o momento serviu também para esclarecer dúvidas das lideranças locais – ao mesmo tempo em que o governo se aproximou dos cidadãos ouvindo seus anseios e suas demandas. O secretário acrescenta que a intenção não é prometer resolver todos os problemas, mas assegura que disposição não vai faltar aos membros do governo em procurar amenizar as dificuldades e entraves que a área produtiva da região encontra.

A aproximação crescente entre o Governo do Estado e o setor produtivo das regiões deixa uma perspectiva animadora. “A Sedeme tem uma missão importante de ser a indutora do desenvolvimento e do sucesso produtivo do Pará. Temos gargalos a resolver em conjunto, principalmente em áreas como regularização fundiária e ambiental, mas o entendimento, os esclarecimentos e o encaminhamento de soluções vêm acontecendo. O Sul do Pará sempre demandou uma maior presença do Governo do Estado para resolver certos problemas. Nosso Governo demonstra que estamos encontrando os caminhos, os secretários estão dispostos e têm se entregado a este trabalho em 2015”, destacou o vice governador Zequinha Marinho.

Na opinião de Mário Moreira, uma das lideranças empresariais da cidade, o laço entre o Sul do Pará e o Governo ficou mais estreito depois do encontro, que classificou como ”extraordinário”. “Recebemos praticamente metade do Governo na cidade, coisa que nunca existiu antes. Quero agradecer e parabenizar a presença dos secretários e do vice governador. São iniciativas assim que transformam uma região”, destacou. O diretor geral da Adepará, Luciano Guedes, concordou. “É uma grande oportunidade, pois ouvimos as demandas do setor sobre o desenvolvimento da região do Araguaia, que é tão importante para o Estado. Entre os temas abordados pela população, falamos do importante monitoramento que a Adepará tem feito no recolhimento de embalagens vazias de agrotóxicos. Já temos seis projetos de núcleos de recolhimento de embalagens para o sul e sudeste e esse passo é muito importante”, disse Luciano Guedes. (Com colaboração da Ascom Adepará)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.