Resize (1)

Continuam presos na Delegacia de Polícia de Redenção, sul do estado, Cristiano Ferreira dos Santos, Reginaldo Brito Farias, Agnaldo Gonçalves de Oliveira, Nivaldo Pereira Cunha e o sindicalista Pedro Luiz Augusto. Na noite do último dia 30, o grupo foi flagrado, por policiais militares do Grupo Tático Operacional (GTO) e do 7º Batalhão de Policia Militar, no momento em que iniciava, juntamente com cerca de 80 pessoas, o deslocamento para o distrito de Casa de Tábuas, em Santa Maria das Barreiras, e lá invadiriam a fazenda Riachuelo (a 110 km de Redenção). O grupo foi autuado em flagrante por porte ilegal de armas e formação de quadrilha.

No momento da abordagem, a Polícia Militar constatou a existência de armas e munições de grosso calibre. De acordo com o segundo-sargento do GTO, Wilson Alves, o grupo estava concentrado na rua Paraná, setor Novo Horizonte, próximo ao antigo Fórum de Redenção. Uma casa serviu de base e lá foi encontrada parte do armamento e demais suprimentos; a outra parte das armas foi encontrada dentro dos veículos usados pela quadrilha. “Fomos informados da situação e apreendemos dois motoristas e três homens suspeitos, um deles considerado líder do grupo”, disse. As investigações estão sob a responsabilidade da Delegacia de Conflitos Agrários de Redenção (Deca).

Foram apreendidos dois ônibus, uma camionete, facões, uma escopeta, duas espingardas, uma carabina, munições, cápsulas deflagradas, cartuchos recarregados e frascos de pólvora, além de uma sacola com documentos de possível contabilidade do grupo.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.