RONALDO COSTA VELOSO

Policiais civis da delegacia de Tocantinópolis, coordenados pelo delegado regional Tiago Daniel de Morais efetuaram, na tarde desta terça-feira, 23, a prisão de Ronaldo Costa Veloso, de 43 anos de idade, o qual é suspeito de estuprar a própria filha, uma criança de apenas cinco anos de idade.

Conforme o delegado, a ação que resultou na prisão do indivíduo teve início no dia 19 de novembro do ano corrente, quando os policiais civis da Delegacia Especializada da Criança e do Adolescente de Tocantinópolis, obtiveram informações de que Ronaldo estaria abusando sexualmente de sua filha. Com base nessas informações, os agentes iniciaram às investigações e constataram que, de fato, o crime estava mesmo sendo praticado.

Diante disso, o delegado representou junto ao Poder Judiciário, pelo mandado de prisão temporária de 30 dias, em desfavor de Ronaldo o qual foi imediatamente concedido pelo Juiz da Comarca local, sendo cumprido na manhã de hoje, quando o suspeito foi capturado, no momento em que se encontrava em sua residência, localizada no Povoado Passarinho, zona rural de Tocantinópolis.

De acordo com as investigações realizadas pela Polícia Civil, Ronaldo se aproveitava da ausência da companheira, que estava estudando à noite, para estuprar e ameaçar a filha, dizendo que se ela contasse para a mãe, ele bateria nela. O indivíduo ameaçou também a companheira e mãe da vítima, no momento em que esta percebeu que a filha estava sendo abusada, dizendo que se ela contasse alguma coisa para a polícia ele a mataria.

Ao ser abordado pelos policiais civis, Ronaldo não reagiu à prisão e ao ser interrogado na Delegacia Especializada da Criança e do Adolescente de Tocantinópolis, negou a prática dos crimes. Conforme o delegado, Ronaldo já esteve preso por cerca de nove meses na Cadeia Pública de Tocantinópolis, há alguns anos, pela prática do mesmo tipo de crime praticado por ele em face da enteada, que é filha da sua companheira e irmã da atual vítima.

Após as providências cabíveis, o suspeito foi encaminhado à Cadeia Pública de Tocantinópolis onde vai aguardar preso, os desdobramentos das investigações para a elucidação desse bárbaro crime.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.