IMG-20151120-WA0619

Um eletricista identificado como Leonardo Souza dos Reis, de 33 anos, morreu em um trágico acidente de trânsito nesta sexta-feira, 20, na BR-222, em Morada Nova, quando a motocicleta, em que ele vinha como carona, e o irmão, Alessandro Souza dos Reis, de 28 anos, estavam colidiu com um caminhão modelo baú, após uma ultrapassagem arriscada, por volta das 8 horas. A Polícia Rodoviária Federal está investigando as possíveis causas do acidente.

Leonardo e Alessandro se dirigiam à casa da mãe, em Bom Jesus, em uma moto Honda Titan 160 vermelha, quando Alessandro, que dirigia o veículo, teria perdido o controle ao tentar ultrapassar outra moto, uma Sandown Max de cor azul. Segundo um agente da PRF ouvido pela Reportagem, o asfalto estava com problema onde Alessandro teria feito a manobra perigosa e perdido o controle da direção, colidindo primeiro com a outra moto e, em seguida, com o caminhão.

 

O motorista do caminhão era Elton Ítalo Santos de Oliveira, de 26 anos. Ele trabalha para uma empresa terceirizada do Frigorífico JBS e retornava de uma entrega na cidade de Imperatriz, no Maranhão, quando, ao passar pelo Km 216, percebeu duas motos se aproximando no sentido contrário. A moto Sandown Max, segundo ele, transitava devagar, enquanto a Honda Titan 160 estava em alta velocidade. Ao tentar ultrapassar a moto da frente, os dois motociclistas tocaram-se e perderam o controle. Prevendo a possível colisão, Elton tentou evitar o acidente jogando o caminhão para fora da pista.

No entanto, a moto conduzida por Leonardo se chocou com a lateral do veículo de carga e as duas motos caíram. Ao descer do caminhão para verificar o estado das vítimas, Elton percebeu que Leonardo estava com o crânio esmagado, tendo morte instantânea e as demais vítimas conscientes. Em entrevista ao CORREIO, ele disse que dirigia a 70 Km/h. “O baú do veículo está vazio, caso contrário eu não teria conseguido desviar”, relatou.

IMG-20151120-WA0621

O piloto da outra motocicleta envolvida no acidente e Alessandro, irmão de Elton, foram socorridos pelo SAMU e levados ao Hospital Municipal de Marabá (HMM). Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estiveram no local prestando o atendimento inicial até a chegada da Perícia e do Instituto Médico Legal (IML) para remover o corpo de Leonardo. Conforme informação de João Batista Cardoso de Araújo, parente de vitima, que estava no local, o piloto morava no Bairro da Paz, e a moto que pilotava tinha acabado de ser comprada.

Síntese

Segundo um agente da PRF ouvido pela reportagem, o asfalto estava com problema onde Alessandro teria feito a manobra perigosa e perdido o controle da direção, colidindo primeiro com a outra moto e, em seguida, com o caminhão. (Com informações do Correio Tocantins/Jackeline Chagas/Fotos: Whatsapp)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.