riotocantins2092014hornovo

Nesta quarta-feira, dia 23 de novembro, cinquenta e sete dias após ter atingido 3,45 metros abaixo de zero, o Rio Tocantins voltou ao seu nível normal no trecho que compreende o Bico do Papagaio e o sul do Maranhão, logo depois da Usina Hidrelétrica de Estreito. Durante toda essa terça-feira (22), o rio estava a 28 centímetros de voltar a normalidade.

O recou das águas começou no dia 27 de setembro com pouco mais de 2 metros, em seguida recuou, ainda, mais chegando a 3 metros abaixo de zero, e posteriormente a 3,45 metros. O fenômeno deixou pescadores e a opinião pública perplexos com a imagens de bancos de areia nunca vistos antes.

Em entrevista o presidente da Fundação Rio Tocantins- Memorial do Pescador, Zeca Tocantins disse que a cena chocante era esperada diante de tantos maus tratos ao rio.

O geógrafo engenheiro ambiental José Costa Alencar disse que a estiagem prejudicou, mas somou-se a ela a poluição do rio, o assoreamento, entre outros prejuízos ao meio ambiente.

O professor Alencar, como é conhecido no Instituto Federal (IFMA), afirmou que a previsão era que em dois meses o rio retomasse ao nível normal, mas a vazante de mais de três metros abaixo de zero serviria como alerta sobre a situação do rio em seu trecho maranhense. (iMirante)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.