Na manhã desta quarta-feira, 2, o prefeito de Araguatins, Lindomar Madalena (PSB), falou oficialmente por meio de Nota, sobre a Operação “Full House”, executada pela Polícia Federal nesta terça-feira, 1º. Leia a Nota enviada pelo gestor.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Prefeito de Araguatins Lindomar Madalena, vem através deste Web Jornal Folha do Bico, esclarecer os fatos ocorridos na Operação da Policia Federal, que apura irregularidades em obras federais no município.

Segundo o Prefeito, a investigação é relativa a obras licitadas no período de 2010 à 2012, durante a gestão de seu antecessor, e o principal alvo da investigações é o processo licitatório das mesmas, sempre envolvendo as mesmas empresas.

Que, tem conhecimento de que as investigações não são recentes, mas desde 2013, quando a CGU pelo critério de sorteio procedeu fiscalização no município e apontou estas irregularidades, repassando então ao Ministério Publico Federal e consequentemente à Policia Federal para dar prosseguimento nas investigações, ao tempo em que elogia o trabalho da Policia Federal que age com muito profissionalismo

Esclarece ainda, que desde que recebeu o Relatório da CGU, vem tentando junto às Empresas, que as mesmas deem uma solução viável com vistas à conclusão das obras, inclusive, dispondo-se à ajudá-las com liberação de parte dos recursos, pois entende que a população não pode ficar no prejuízo pelas mazelas praticadas na gestão publica.

Por fim, o Prefeito Lindomar acrescenta, que das obras que ficaram inacabadas e que são objeto das investigações, algumas já foram concluídas e inauguradas em sua Gestão, como a Casa da Cultura, Posto de Saúde da Vila Frazão, Centro Municipal de Saúde (SESP), e estará sempre disposto a colaborar com a justiça, para que todos os fatos sejam esclarecidos, e que ao contrário do que circulou em algumas redes sociais, foi apenas conduzido para prestar esclarecimentos, e não preso como muitos dos seus adversários esperavam.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.