sem-titulo4

O Ministério Público do Estado do Pará, por meio do promotor de Justiça titular da Comarca de Santana do Araguaia, Erick Ricardo Souza Fernandes, realizou na noite desta quarta-feira (9) escuta social com a finalidade de debater a segurança no município, o evento aconteceu na Câmara Municipal.

Estavam presentes na reunião o delegado de polícia e o comandante regional da Polícia Militar, além de representantes da sociedade civil organizada do município que lotaram a Câmara Municipal.

Os representantes da Polícia Militar e da Polícia Civil explanaram sobre os problemas e soluções a respeito da segurança pública no município, e escutaram reclamações e elogios dos presentes.

Dentre as necessidades mais urgentes discutidas na reunião, sobressaiu-se a necessidade de melhoria nas instalações e equipamentos da Polícia Militar e Civil, a necessidade de aumento de efetivo, a implementação do órgão de trânsito, a efetivação de políticas públicas voltadas para a infância e adolescência.

Cada um dos agentes envolvidos comprometeu-se a buscar soluções para os problemas em seus órgãos.

O representante da Polícia Militar Tc Sidon comprometeu-se em melhorar o efetivo da polícia militar no município já na próxima semana.

O delegado titular da delegacia de Santana do Araguaia destacou a necessidade de aumentar o efetivo da polícia civil, bem como a criação de delegacias especializadas, devido o número atual de habitantes de Santana do Araguaia.

Para o promotor de justiça, Erick Fernandes, a reunião foi bastante proveitosa. “É uma oportunidade de ter contato com o povo e saber os anseios da população”. Segundo o promotor, com os elementos colhidos nesta escuta social várias ações serão implementadas por parte do Ministério Público para melhorar a segurança do município.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.