Os candidatos que disputaram a Prefeitura de Augustinópolis, Júlio Oliveira (PRB) e Carmem Alcântara (PMDB), apresentaram a prestação de contas dentro do prazo estipulado pela Justiça Eleitoral. Júlio entregou no dia 29/10 e Carmem dia 01/11.

Na documentação apresentada, a peemedebista Carmem Alcântara disse ter recebido recurso no valor de R$350.280,00, contratado despesa no valor de R$353.900,02 e pago R$353.900,02. A candidata gastou mais que arrecadou. Seu maior doador foi o Diretório Nacional do Partido Social Democrático (PSD), que segundo os dados, teria bancado 57% da campanha, mesmo sem compor nenhum dos cargos da majoritária e ter lançado apenas um candidato a vereador, Ires do 16, que conseguiu apenas 35 votos. A doação do PSD Nacional foi de R$ 200 mil. Nem o próprio PMDB chegou perto da bondade do PSD. O partido de Carmem doou apenas R$ 25 mil.

Pelo lado de Júlio Oliveira, o principal doador foi Armando Cayres, irmão do deputado estadual Amélio Cayres (SD) e do ex-prefeito Antônio do Bar (PSDB). Sozinho, Armando bancou 43.53% da campanha de Júlio, ofertando R$ 40 mil. Até a publicação dessa matéria, os valores das despesas contratadas e despesas pagas, da campanha de Júlio, estavam zeradas. Ele declarou ter recebido R$91.899,77.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.