img_6271-site

“Nascido, criado e alfabetizado na zona rural com muito orgulho.” Assim o mais novo Defensor Público do Estado do Tocantins, Sedeur Fernandes Corrêa, se autodefine ao contar um pouco sobre a sua história. Ele tomou posse na manhã desta quinta-feira, 24, na Sala do Conselho Superior da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), na presença de familiares, servidores e m da instituição.

Sedeur foi aprovado no último concurso de carreira, realizado em 2013, e passa a integrar a equipe de Membros da Instituição, completando agora um total de 112 defensores públicos ativos, lotados nas 42 Comarcas do Estado. Ele passa a atuar como Membro da Defensoria Pública do Estado, nas unidades de Axixá do Tocantins e Itaguatins. A solenidade contou com a presença dos pais de Sedeur, Isaías Fernandes Corrêa e Adaíta Francisco Corrêa, e de seu irmão, Jônatas Fernandes Corrêa.

Filho de agricultores e de pastor evangélico, Sedeur conta que encarou muito cedo a dureza da vida no campo, na zona rural da cidade de Patrocínio (MG), mas acredita que a posse como Defensor Público é não só a realização de um sonho, como também a oportunidade de servir juridicamente trazendo toda a sua bagagem de vida. “Eu nasci, cresci e estudei na zona rural. Então, eu saí de lá, mas é uma parte de mim que eu não consigo me desvencilhar, pois ainda há pessoas muito próximas a mim que ainda estão lá. Então, eu sou eu com essas circunstâncias que fazem parte da minha vida. É impossível eu tentar atuar hoje na minha vida profissional sem lembrar das minhas raízes e de que as pessoas que eu vou atender se parecem muito com as pessoas da minha convivência ao longo de toda a minha vida”, conta.

Membros

O defensor público-geral, Marlon Costa Luz Amorim, considerou que a filosofia de vida de Sedeur se assemelha à filosofia da Defensoria Pública. “A Defensoria talvez seja o último refúgio de uma legião de esquecidos, abandonados e marginalizados, e é para isso que estamos aqui. Fico muito feliz de ver a posse de alguém tão vocacionado nas causas sociais e tenho a certeza de que o senhor vai se encontrar nesta missão. Muitos do que aqui estão hoje viam inicialmente a posse como uma oportunidade de crescimento profissional, mas eu tenho a certeza de que eles se encontraram e fizeram a Defensoria Pública muito mais do que um emprego, mas um estilo de vida”, considerou Marlon Amorim.

Eleito para defensor público-geral para o biênio 2017/2019, Murilo da Costa Machado, reforçou sobre a responsabilidade que Sedeur deverá assumir, principalmente quanto às dificuldades da crise financeira e política do Brasil. “Passamos por momentos estranhos no Brasil com a realidade política e econômica, sem dúvida alguma preocupante, porque quando vem a teoria do caos todos saem feridos, mas certamente os mais fracos são os mais oprimidos. E a Defensoria que vinha em uma ascensão, certamente, vai passar por momentos muito difíceis. Mas fico feliz em saber que o senhor escolheu essa profissão por vocação, ideais e é desse tipo de pessoas que a Defensoria precisa, de pessoas que saibam se colocar no lugar do próximo”, disse.

O Presidente da Adpeto – Associação dos Defensores Públicos do Estado do Tocantins, Neuton Jardim, homenageou o recém empossado Defensor Público com brindes e colocou a Associação à disposição do novo Membro. O presidente da Adpeto reforçou também que a posse de Sedeur fortalece a

assistência integral aos hipossuficientes, principal alvo de trabalho de um defensor público.

Missão

Para o recém-empossado defensor público, o cargo traz as ferramentas e a responsabilidade da missão institucional de defender os hipossuficientes. “O lugar na vida ou no mundo que eu deveria estar hoje é exatamente onde hoje eu cheguei, pois agora no cargo de Defensor Público, me sinto realmente necessário. Acredito que a vida que vale a pena para o ser humano é quando você é útil para o próximo”, aponta. Ele reforça que, em algumas questões de sua vida pessoal, se sente completamente realizado, porém ainda sente a necessidade de se tornar ainda mais útil enquanto ser humano. “Acredito que a Defensoria é mais um instrumento para me permitir nesta realização de me fazer útil ao próximo, em especial a classe dos mais necessitados.”

Perfil

Filho de pastor evangélico, Sedeur Fernandes Corrêa nasceu e foi alfabetizado na zona rural do município de Patrocínio, em Minas Gerais. Ele é formado em Direito na Faculdade de Ciências e Tecnologia de Unaí – MG e é especialista em Direito Público e Privado.

Foi professor no curso de Direito na Faculdade de Ciência e Tecnologia da Faculdade de Unaí, onde lecionou por quatro anos. Trabalhou como analista no Supremo Tribunal de Justiça e nos últimos anos foi oficial de Justiça junto ao Supremo Tribunal Federal. Aos 36 anos, toma posse como Defensor Público no Estado do Tocantins.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.