O município de Marabá, no sudeste do Pará, irá receber uma audiência  pública para tratar das atividades de busca de desaparecidos políticos na região da Guerrilha do Araguaia, ocorrida entre as décadas de 1960 e 1970, durante a Ditadura Militar, com o objetivo fomentar uma revolução socialista. A audiência será realizada na sexta-feira (2), às 14h, no auditório da Câmara Municipal. O evento é aberto ao público.

A audiência contará com a presença da presidente da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos (CEMDP) e procuradora regional da República, Eugênia Augusta Gonzaga, além dos demais membros da CEMDP.

Diversas buscas já foram realizadas pelo estado brasileiro na região  onde houve a guerrilha. O objetivo das buscas é dar cumprimento tanto a uma sentença judicial proferida pela 1ª Vara Federal de Brasília, quanto à sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos no caso Gomes Lund.

Restos mortais

Na sentença, o país foi condenado a localizar os restos mortais de desaparecidos políticos na Guerrilha do Araguaia para entrega a seus familiares, entre várias outras ações que visam a reparar física e simbolicamente os traumas sofridos em função das graves violações de direitos humanos perpetradas no período da ditadura militar.

Serviço

A audiência será realizada na sexta-feira (2), às 14h, no auditório da Câmara Municipal de Marabá, localizada na avenida Hiléia. O evento é aberto ao público e quem tiver interesse em participar deve enviar sua confirmação para o endereço [email protected]

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.