destaque-386871-pag4-jose-maria-gomes-barbosa-2

Crimes de desova são comuns ao longo da rodovia Transamazônica que corta vários municípios de vários Estados sendo alguns locais de difícil acesso propícios para os chamados crimes de encomendas que acabam dando muito trabalho para a Polícia Civil desvendar.

Um desses crimes foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Uruará na região sudeste do Pará. O investigador José Tadeu Campos comunicou ao delegado Rubens Matoso que José Maria Gomes Barbosa foi vitima de homicídio no travessão 180 da Rodovia Transamazônica perto de um igarapé em uma área conhecida como “Baixão” que dá acesso a comunidade da Pimentolândia.

A Polícia Militar foi a primeira a ser acionada para o local através da guarnição do sargento Ivaldo som os soldados Felipe, J. César e Miller depois que populares informaram o achado de um corpo de um homem aparentando entre 30 e 40 anos com sinais de tiro na testa.

Vítima estava vestida com 4 camisas e com um tiro na testa

O investigador José Tadeu ao se deslocar para o travessão 180 encontrou a vítima já em estado de rigidez cadavérica, bem como foi possível verificar que havia uma marca de tiro de arma de fogo na testa da vitima.

“Chamou atenção a vítima estar vestindo quatro camisas e não foi encontrado com vítima no local, documentos de identificação civil, bem como outros objetos” informou o investigador José Tadeu que chegou a possível identificação através de moradores da região.

Logo após o registro do fato a Polícia Civil através do delegado Rubens Matoso acionou o IML para a remoção cadavérica e exame de necropsia e em seguida a abertura de inquérito policial no sentido de apurar a motivação que levou ao assassinato do homem. (Diário do Pará)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.