ufma-imperatriz

Desde sexta-­feira, 25, os professores da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) iniciaram greve. De acordo com representantes da categoria, o objetivo do movimento é chamar a atenção contra as medidas, segundo eles, prejudiciais à população, tomadas pelo Governo Federal, entre elas a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê cortes nos gastos públicos e a reforma do Ensino Médio.

Para chamar a atenção da sociedade, os docentes promoveram, na manhã de sexta­-feira, um ato público em frente ao campus universitário Dom Delgado, em São Luís. Durante a manifestação, a BR­-135 – que passa em frente ao campus – não foi interditada, de acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), mas a entrada de estudantes e funcionários no local foi impedida temporariamente das 7h às 10h. A concentração do ato ocorreu em frente ao Largo de São Pedro, por volta das 6h30.

À tarde, os professores se concentraram em frente à biblioteca pública Benedito Leite para outro ato público, em prol da categoria, intitulado Marcha da Periferia. Eles seguiram, no início da noite de sexta-­feira, 25, por ruas do Centro. A desmobilização da atividade ocorreu por volta das 19h, na Praia Grande.

De acordo com o presidente da Associação dos Professores da Universidade Federal do Maranhão (Apruma), Antônio Gonçalves, o movimento paredista deverá prosseguir na semana que vem. “É possível que haja a adesão de mais profissionais”, disse.

Ainda de acordo com a direção da Apruma, além da capital maranhense, os campi de Imperatriz e Balsas também registraram adesão à paralisação dos docentes. Em Chapadinha, a paralisação poderá ocorrer até a semana que vem.

Alguns cursos da UFMA em São Luís, na sexta­feira (25), tiveram as atividades suspensas. No Centro de Ciência Sociais (CCSo), várias salas de aula estavam vazias. Em contrapartida, nos demais prédios, as aulas transcorreram normalmente. “Estive em meu curso e as aulas estavam normais”, disse o jovem Leandro Pereira, do curso de Física. (O Estado do MA)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.