311092_1000

O Governo do Estado deu início à reconstrução da Rodovia TO-134, entre Angico e Luzinópolis. Segundo a Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), o trecho compreende 24,33 km e terá a malha viária totalmente refeita, desde sua base, devido às péssimas condições em que se encontrava antes das obras.

Ao todo, serão reconstruídos 115,16 km somente na TO-134, mas as obras tiveram início nesse trecho em função das péssimas condições de tráfego. Essa parte da estrada é uma rota alternativa para quem não quer dirigir pela BR-230, de Luzinópolis até a BR-226.

311091_1000

A obra está inserida em 18 trechos de rodovias estaduais que estão sendo recuperados, somando 378,43 km de extensão, abrangendo 18 municípios no extremo norte do Tocantins. A reconstrução dos 18 trechos vai custar R$ 88.335.581,85 com recursos do contrato de empréstimo L8185-BR, firmado entre o Governo do Tocantins e o Banco Mundial.

Essa é mais uma intervenção do Governo do Estado, via Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS), no componente Contratos de Reabilitação e Manutenção (Crema), com foco na melhoria da qualidade das rodovias estaduais. O trabalho começou nos pontos considerados mais críticos, onde havia excesso de buracos.

311090_1000

Até essa segunda-feira, 7 de novembro, foram restaurados aproximadamente sete quilômetros de base, e ainda mais de um quilômetro imprimado, pronto para receber a capa asfáltica. As obras tiveram início no trevo de Angico, sentido Luzinópolis. A expectativa é que os 24,33 km de rodovia estejam reconstruídos até o final deste ano, antes que o período de chuvas se intensifique, e a obra seja finalizada em 2017.

“Começamos a dar uma atenção especial para esta rodovia, que é uma importante alternativa, principalmente para os condutores de veículos de passeio que preferem não dividir espaço com as carretas que trafegam pela BR-230”, ressaltou o superintendente de Operação e Conservação Rodoviária da Ageto, Gilvamar Moreira. (Luzinete Bispo)

 

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.