1440503411-431516992

O transporte público está há 70 dias sem funcionamento em Imperatriz. Nesse contexto, idosos, estudantes, pessoas com deficiência e a população em geral, que dependem desse tipo de transporte sofrem com a falta dos ônibus na cidade.

No dia 5 de novembro, o prefeito Sebastião Madeira quebrou o contrato com a empresa Viação Branca do Leste (VBL), que tinha cerca de 70% da concessão do transporte público da cidade. Os funcionários da empresa foram demitidos e não receberam os salários e demais direitos que estavam atrasados.

O Movimento pelo Transporte Público destacou que vem realizando intensas manifestações, atos, assembleias, reuniões abertas, reivindicando uma solução para o problema.

O prefeito rompeu o contrato com a VBL, mas, não tem apontado solução definitiva. A nossa equipe tentou contato com o secretário de trânsito de Imperatriz, mas não obteve respostas. (iMirante)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.