acidente2_t1QRm8H

O Instituto Médico Legal (IML), do Pará, informou que vai liberar o corpo do motorista araguatinense, Moacir Ribeiro Lima, apenas na segunda-feira, dia 4, após a realização de exame de DNA, devido ao estado de carbonização. Moacir foi uma das três vítimas do acidente ocorrido na manhã de quarta-feira, 30, na rodovia Alça Viária. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), a carreta dirigida por Moacir e um caminhão colidiram frontalmente no quilômetro 58 da rodovia por volta de 5h30. O caminhão tombou da pista e os veículos incendiaram.

Na tarde desta quinta-feira, 31, os corpos das outras duas foram liberados. São Jair da Silva Silva e Luan do Nascimento Maia, ajudantes do caminhão envolvido na colisão frontal.

A carreta de Moacir transportava minérios e o caminhão baú estava carregado com alimentos. Ainda segundo a PRE, o caminhão baú trafegava sentido Marituba-Abaetetuba e no momento em que estava chegando no alto de um pequeno aclive, se deparou com uma van parada na pista e tentou desviar, colidindo com a carreta.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.