IMG-20151203-WA0849
Municípios do Bico do Papagaio foram tomados pela fumaça

A fumaça que tem se intensificado e atingido diversos municípios dos estados do Tocantins, Pará e Maranhão não tem prazo para sumir. Pelo menos é o que afirmou o coordenador do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) do Ibama, com base nos dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

De acordo com o coordenador, a fumaça estaria relacionada com a grande queimada na reserva indígena de Arariboia, no Maranhão, além da contribuição de queimadas regionais. “Enquanto não acabar o incêndio na reserva indígena do Maranhão, essa situação não vai melhorar. Porque é o El Niño que está trazendo a fumaça. A corrente de ar entra pelo litoral, ela passa e dá a volta no Pará”, explicou.

Na região do Bico do Papagaio todos os municípios foram afetados e as populações vem sofrendo e reclamando. A própria capital do Tocantins foi atingida nesta quinta-feira, 3.

A densa fumaça vem também prejudicando a visibilidade em muitos aeroportos, nos três estados. Informações da Aeronáutica confirmam que nesta quarta-feira e quinta-feira, a fumaça reduzia a visibilidade nos aeroportos de Marabá, Tucuruí, Carajás, Itaituba e Jacareacanga. A pior situação era em Marabá, onde a visibilidade era de apenas 700 metros. A temperatura no local era de 32°C.

3299e6ceb41f2e8633b55a66564794b2

No Maranhão, a fumaça restringia a visibilidade nos aeroportos de Imperatriz e de Carolina. A temperatura em Carolina foi de 38°C.

Em Araguaína, pilotos de duas aeronaves desistiram de pousar, manobra tecnicamente chamada de arremeter voo. O primeiro pouso cancelado foi por volta de uma hora da madrugada de quinta-feira. A aeronave seguia de Brasília com destino a Araguaína. O segundo foi às 12h40min também de quinta-feira. A aeronave fazia a mesma linha. Nos dois casos, os pousos foram realizados no aeroporto de Palmas.

A imagem de satélite mostra pouca nebulosidade sobre quase toda a Região Norte e sobre o Nordeste. Os de marrom indicam ausência de nuvens ou pouca nebulosidade.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.