destaque-354885-caixao2

O velório de uma idosa de 69 anos foi interrompido após a polícia receber denúncias, do irmão da vítima, que uma filha da senhora a agredia constantemente e que os maus-tratos poderiam ter causado a morte. O caso aconteceu na segunda-feira (28), na cidade de Cocal, no Piauí.

A idosa Francisca da Silva Carvalho foi encontrada morta no quarto no domingo (27). A polícia não soube informar se a mulher tinha problemas de saúde.

O corpo da idosa foi retirado do caixão por policiais civis e enviado para a realização de exames periciais. De acordo com o policial, o perito não encontrou a ‘causa mortis’ do pescoço para baixo e como o Instituto de Medicina Legal (IML) da cidade não realiza exames na cabeça, o corpo foi enviado para o IML de Teresina.

A Polícia Civil ouviu a filha da idosa, que confessou aos policiais que batia na mãe porque ela chorava muito à noite. “Ela disse que perdia a paciência com a idosa. No próprio depoimento ela falou que chegou a dar duas lapadas na mãe. No velório ela não tinha feição de quem estava triste com a morte da idosa, mas tudo será investigado”, falou o policial civil.

O filho e a nora da própria suspeita afirmaram que ela teria dado uma cadeirada na idosa no sábado. A polícia aguarda o resultado da perícia e colherá mais depoimentos. A filha da idosa foi liberada após prestar depoimento à polícia, mas segundo o policial, poderá ser presa no decorrer das investigações.

(DOL com informações do Último Segundo)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.