image

Em assembleia realizada na manhã desta sexta-feira, 18, entre membros do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (Sintras), e representantes dos comandos grevistas de Palmas e do interior, foi decida a manutenção da greve dos servidores da Saúde no Estado, que chega hoje ao seu 12º dia. Segundo a assessoria de comunicação do Sintras, o governo do Estado não teria dado resposta em relação a um pedido de reunião feito pelos servidores e não se posicionou sobre o pagamento á categoria, que deveria ter sido efetuado no último dia 11.

O sindicato segue com as mobilizações na maior parte das unidades de saúde, sendo retiradas somente, as tendas da porta do Hospital Geral de Palmas (HRG) no período que compreende Natal e Ano Novo. A reportagem solicitou ao governo, posicionamento sobre a decisão dos grevistas, mas em nota foi informada que não haverá manifestação sobre esse assunto. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou ainda que os atendimentos de urgência e emergência estão mantidos em todas as unidades hospitalares do Estado.

Paralisação

De acordo com o Sintras, a greve tem a adesão de cerca de 40% dos servidores da saúde no Tocantins, que prestam serviço em 14 das 19 unidades de saúde do Estado. Apenas atendimentos de urgência e emergência estão sendo realizados, assim como a assistência médica aos pacientes acamados.

Justiça

Ontem, o desembargador Helvécio de Brito Maia Neto indeferiu um pedido de ação declaratória de ilegalidade de greve dos servidores da saúde, solicitada pelo governo do Estado. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.