O número de casos de microcefalia em bebês subiu 233% nos últimos dez dias. Atualmente, são 40 registros em 21 municípios do Tocantins, 28 casos a mais que o número divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) no início deste mês. O novo dado foi confirmado ontem pela Sesau. No dia 3 de dezembro o número chegava a 12, uma semana depois havia dobrado para 24. No ano passado, nenhum caso havia sido registrado.

De acordo com a Sesau, ainda não existe confirmação se o zika vírus é o agente causador dessas malformações. Os casos que estão sendo investigados foram registrados nos municípios de Almas, Angico, Aragominas, Araguaína, Brejinho de Nazaré, Centenário, Colinas, Darcinópolis, Dianópolis, Divinópolis, Formoso do Araguaia, Goiatins, Lagoa do Tocantins, Natividade, Nova Olinda, Novo Acordo, Palmas, Porto Nacional, Santa Tereza do Tocantins, Tocantínia e Wanderlândia. Ainda segundo a Sesau, todas as gestantes, mães e bebês do Estado estão recebendo acompanhamento adequado.

Araguaína

A Prefeitura de Araguaína, Norte do Estado, apertou o cerco contra os terrenos sujos que podem se tornar criadouros do mosquito transmissor da dengue (Aedes aegypti), febre chikungunya e o zika vírus. No mês de novembro, através de um mapeamento feito em toda a cidade, o município identificou 7.506 terrenos sujos em vários bairros.

Os proprietários foram identificados e receberam uma notificação com um prazo de cinco dias para a limpeza. Uma lei municipal obriga os proprietários a fazerem a limpeza, incluindo a retirada do lixo, sob pena de multa em caso de descumprimento, que varia de R$ 100 a R$ 50 mil por imóvel.

País 

Até o último dia 5, o Ministério da Saúde havia informado que, no País, eram 1.761 casos suspeitos de microcefalia e 19 óbitos causados pela malformação congênita. O Estado de Pernambuco tem o maior número de notificações, 804. (Jornal do Tocantins)

image

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.