001

A Polícia Militar de Tocantinópolis vem ao longo deste mês de dezembro desenvolvendo nas principais ruas e avenidas da cidade, através de blitz educativa, campanha sobre a prevenção e o combate a Aids e o fim da violência contra a mulher.

O início deste mês tem sido bastante produtivo para a 5ª CIPM em Tocantinópolis. Desde o dia 1º de dezembro, Dia Internacional de Combate a HIV/AIDS (HIV é a sigla em inglês para Human Immunodeficiency Virus, que em português significa Vírus da Imunodeficiência Humana, AIDS é a sigla em inglês acquired immunodeficiency syndrome que em português significa Síndrome da Imunodeficiência Adquirida). A Polícia vem realizando uma série de medidas no sentido de prevenir e combater o vírus na cidade. Policiais em parceria com a Secretaria Municipal da Mulher, vem entregando panfletos e cartazes a população tocantinopolina.

IMG-20151207-WA0025

O dia mundial da luta contra a AIDS foi uma decisão da Assembleia Mundial de Saúde, que em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), institui a data de 1º de dezembro destinada a reforçar a solidariedade, a tolerância, a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/AIDS. No Brasil a data passou a ser adotada a partir de 1988. O símbolo dessa luta, o laço vermelho, foi criado em 1991 em Nova York, inspirados nas faixas amarelas que condecoravam os veteranos da Guerra do Golfo. O objetivo da campanha é a conscientização das pessoas em saber como lidar com os portador do vírus da AIDS, de uma maneira especial à mulher portadora do vírus, foram entregues ainda preservativos, além da entrega do laço vermelho, símbolo da luta contra a AIDS.

Paralelo a luta de combate ao vírus HIV, a Polícia Militar junto com a Secretaria Municipal da Mulher também vem realizando desde o último dia 25 de novembro, a campanha “16 dias pelo fim da violência contra a mulher”, sendo que nesta segunda-feira, 7, parte do efetivo operacional e administrativo da 5ª CIPM, recebeu da Secretaria Municipal da Mulher o laço branco, símbolo da luta pelo fim da violência contra a mulher. Essa campanha encerra-se na próxima sexta-feira, dia 10, entretanto, o comandante da 5ª CIPM, capitão Fioravan Silveira Teixeira, alerta sobre a importância que a campanha representa para a defesa da mulher, a qual, tem que fazer parte do cotidiano da sociedade não apenas nestes dezesseis dias de campanha, mais durante todo ano. (AScom 5ª CIPM)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.