whatsapp-image-2016-12-01-at-14-53-13-1

Pedro Ferreira Leite que matou o sargento da Polícia Militar, Francisco Vieira, em Esperantina, no ano de 2007, com dois disparos de arma de fogo, foi condenado a dois anos e seis meses de prisão em regime semiaberto nesta quinta-feira, 1.

O julgamento no Fórum da Comarca de Augustinópolis durou quase 9 horas. Pedro foi condenado por homicídio culposo, quando não se tem a intenção de matar.

whatsapp-image-2016-12-01-at-14-55-36

O caso

Pedro atingiu o sargento com dois tiros de arma de fogo no momento em que o militar tentava separar uma briga em que o acusado estava envolvido. O militar foi socorrido, mas acabou morrendo no hospital no dia 14 de agosto. Os disparos causaram lesões viscerais, septicemia mais choque hemorrágico.

whatsapp-image-2016-12-01-at-14-53-13

O acusado fugiu logo após o crime e passou a viver no interior de Minas Gerais, na zona rural de Cruzeiro da Fortaleza, onde convivia normalmente desde a época do crime. Só que ele não contava com a apuração da Polícia Civil, que após investigação prendeu Pedro no dia 25 de fevereiro deste ano.

Pedro foi recambiado para Augustinópolis em julho e aguardou o julgamento na Cadeia Pública da cidade.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.