A Ouvidoria Geral do Município – OGM, com o intuito de atender um morador que pediu sigilo, denunciou à Gerência Executiva do Ibama, um crime ambiental que vem acontecendo na zona rural de Imperatriz. Em ofício No. 435/2017, enviado ao responsável do setor, Marco Miranda, o ouvidor geral Carlos Lima transferiu a denúncia de desmatamento em uma área de 90 alqueires, situada próxima a um loteamento de chácaras.

De acordo com a denúncia, o desmatamento começou há 15 dias prejudicando a fauna e flora ali existentes, derrubando as matas ciliares do rio Tocantins e afluentes, como os riachos Cinzeiro e Mirindiba, locais de reprodução de peixes.
O ouvidor geral Carlos Lima, afirmou que foi a primeira vez que recebeu uma denúncia de caráter ambiental. “Sensível a essas questões, encaminhei a denúncia ao Ibama, com cópia à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – Semmarh, para que estes órgãos tomem providências” – explicou e garantiu que vai acompanhar o caso.(Domingos Cezar)
COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.