A deputada eleita, Tabata Amaral (PDT-SP), tomou um susto quando chegou ao imóvel funcional que a Câmara havia destinado a ela em Brasília, nesta quarta-feira (30). Ao chegar no imóvel, ela foi recepcionada pelo filho do antigo inquilino do local, o deputado Hildo Rocha (MDB-MA), e o rapaz não quis entregar as chaves do imóvel.

“Procurei a Câmara, expliquei a situação, tentei resolver, mas o deputado falou que eu poderia fazer o barulho que fosse que o filho dele não ia sair”, contou Tabata à repórter Thais Arbex. O partido decidiu pagar um hotel para Tabata até esta quinta (31), na esperança de que a situação se resolva.

Rocha foi reeleito, mas pediu à Casa para ocupar outro apartamento funcional. Procurado, o emedebista prometeu entregar o imóvel até esta sexta (1º). “É algo muito pequeno para uma deputada levar a história para o jornal”, reclamou. “É o choque da renovação com a velha política”, rebate Tabata.

“Só não desocupei porque ainda não tirei todas as minhas coisas de lá. Não consegui terminar a mudança, até porque a Câmara não ajudou”, disse Rocha.

O deputado já avisa que Tabata vai ter trabalho para se acomodar no local. “O apartamento está muito danificado. Vai precisar arrumar chuveiro, descarga e pintar para ela poder ocupar”, afirmou.

De acordo com Tabata, nesta quinta (31), a Câmara garantiu que vai encontrar um novo imóvel para que ela possa se mudar. (Coluna Painel – Folha de SP)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.