O ano de 2019 começou com a violência tomando conta do estado do Pará e atingindo não apenas a população, mas também policiais. Segundo dados oficiais da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup), 5 policiais foram mortos este ano. Em 2018, foram 44 agentes mortos.

A primeira morte aconteceu no dia 5/1, quando o policial Judá Wilkens da Costa Diniz, estava no carro e foi abordado por dois criminosos, que estavam em uma motocicleta no conjunto Panorama 21, na Cabanagem, em Belém e efetuaram disparos com uma arma de fogo.

No dia 6/1 foi a vez de Jessé Medina Cruz, de 43 anos, foi executado com pelo menos sete tiros, no bairro Laranjeiras, em Marabá, na região de Carajás. Os atiradores surpreenderam o PM pelas costas, sem chance de defesa.

Em uma kitnet no conjunto Cidade Nova 7, em Ananindeua, na região metropolitana de Belém, o sargento José Nazareno Barbosa Feio, 50, encontrado carbonizado, no dia 9/1. Vizinhos dizem ter ouvido tiros antes do fogo.

Já no dia 10/1, o sargento Max Pedro da Silva Ferreira, de 48 anos, estava em um mercadinho na área do Carananduba, no distrito de Mosqueiro, município de Belém, e foi baleado na cabeça por uma dupla armada, que chegou em uma moto. A arma do policial foi roubada pelos criminosos.

Antônio Avelino Ferreira de Araújo, 55, foi o quinto policial morto em 2019. O sargento é da reserva da Polícia Militar e foi morto em 11/1, no conjunto Jardim Sideral, em Belém.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.