A situação da TO-010 é precária entre Wanderlândia e Ananás, no Bico do Papagaio. São tantos buracos que é impossível transitar em linha reta e os motoristas acabam invadindo os acostamentos. O resultado é dor de cabeça e prejuízo para quem passa pelo local.

“Tem que ter atenção redobrada, toda atenção é pouca com a estrada nessa condição a gente anda porque não tem outro jeito. É o jeito transitar, mas está quase impossível”, reclamou Célio Pereira.

Os buracos obrigam muitos motoristas a invadir o acostamento. As placas de sinalização estão cobertas pelo mato e o risco de acidentes é grande.

“Tem que usar uma rota alternativa. Eu estava aqui mesmo e não tem como voltar, ficava mais longe, se não ia aumentar uns 150 km a mais no nosso trajeto porque nos não tem governo aqui não. Isso aqui não dá pra nós não”, reclamou o pastor Calef Gomes.

São 30 km de pista nestas condições entre Wanderlândia e Ananás. A rodovia é a única forma de escoamento da produção para muitos produtores da região de ananás.

Os prejuízos são inevitáveis. O motorista Ugles Sousa, por exemplo, quebrou o rolamento de uma das rodas do caminhão após cair em um buraco. O caminhão transportava gado. “Uma buraqueira dessa daqui vocês desgasta bastante o caminhão e os animais ficam sofrendo parado com o caminhão quebrado”, lamentou.

Outro lado

A Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) informou, em nota, que já estão programadas ações corretivas no trecho da TO-010 entre as cidades de Wanderlândia, Riachinho e Ananás.

Destacou que os serviços priorizam os prontos críticos da rodovia, mas que as condições climáticas têm dificultado o avanço dos reparos. (G1)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.